Piadas Caipiras!

DOIS CAIPIRAS E UMA LOIRA

Numa noite de chuva vinha uma loira com seu carro
por uma estrada deserta,derrepente o carro começa
a dar defeito,a loira entra em desespero, mais ao
longe ela avista uma luz,vai se molhando toda ate
lá,e chega em uma casa,um senhor atende a porta e
ela explica.
-Meu carro deu defeito, e eu gostaria de saber se
poderia passar a noite aqui,pois esta chovendo e
eu não vi nada a mais de 10km.
-Pode ficar aqui,portanto que não se meta com meus
filhos,João e Pedro, eles ainda não conhecem as coisas
da vida.
A loira entrou, mais não conseguiu dormir pensando
nos caipiras,não rezistiu e foi no quarto dos dois.
-Eu vou lhes ensinar as coisas da vida,mais não
quero engravidar,então vocês terão que usar essas
camisinhas.explicou a loira.Os dois aceitaram e fizeram
amor a noite toda,logo que amanheceu o dia a loira foi
embora.
30 anos depois estão os dois caipiras na varanda
de casa fumando um cigarro,quando derrepente João olha pra
Pedro e pergunta.
-Pedro,tá se alembrado daquela loira que tevi aqui
30 anos atrás?
-Eu tô sim João.
-Você liga se ela engravidar?
-Não.Afoito João grita.
-Então vamos tirar essas camisinhas
que eu ja tô aguniado.

SÓ PRA COMPLICAR

A professora entra na sala e logo pergunta:Pedrinho, o que é que tem quatro pés, faz miau, sobe no telhadoe tem uma azeitona no nariz?
-Azeitona fessora, sei não.
-E o gato Pedrinho, a azeitona foi só pra complicar.
Novamente a professora pergunta:Luizinho, o que é que tem asa mas não voa, tem bico mas não bica, se coloca leite e café dentro e tem uma goiaba na boca?
-Goiaba fessora, sei não.
-E bule Luizinho, a goiaba foi só pra complicar.
Agora faz comigo Joãozinho- diz a professora.
Joãozinho era o capetinha da turma, e pergunta à professora:
-Fessora, o que é que é comprido, roliço, tem a ponta vermelha, as mulheres gostam de pôr na boca e tem duas bolas?
Aprofessora furiosa, diz:-Joãozinho, você está expulso da aula!
-Calma fessora, é batom. As duas bolas foi só pra complicar!

A ROCEIRA E A CALCINHA

Uma moça da roça foi convidada para uma festa onde
teria que usar vestido, coisa que ela não usava, pois
andava só de calças compridas e sem a calcinha.
Não havia loja de roupas íntimas por perto, então
ela teve uma idéia: lembrou-se de que o armazém de um
vilarejo perto da fazenda, vendia sacos vazios. Como a
moça costurava bem, faria sua própria calcinha! Ela
foi até lá, comprou um saco de pano, correu para a
máquina de costurar e confeccionou uma linda calcinha.
No dia da festa, vestiu a peça feita em casa,
colocou o vestido e pegou um ônibus para ir à festa.
Como estava acostumada a usar calças compridas,
sentou-se num dos bancos, bem à vontade, de pernas
abertas. Em sua frente estava um caipira que não
tirava os olhos de cima dela. Passadas duas horas, a
menina se irritou e perguntou:
– O que foi caipira, nunca viu uma calcinha!?
O caipira tomou um fôlego e respondeu:
– Óia moça, vê carcinha eu já vi, mas escrito “ração
pra pinto”, é a primeira veiz.

Uma resposta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: